terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Discoveries - love witches




Eu vi uma prateleira de troféus e vi o nome Potter, parei de andar fazendo Harry parar também, já que ele estava com o braço nos meus ombros, e com a cabeça apoiada na minha, ótimo virei o travesseiro dele agora? (invasão directioner maluca povs: ta reclamando minha filha?) não eu não to reclamando, mais a cabeça dele é pesada, uma cabeça linda, pesada e que tem uma boca deliciosa, e põe deliciosa nisso (invasão Harry gostoso povs: obrigado por aumentar meu ego) ah ótimo, mais posso continuar a narrar? (invasão Harry gostoso and directioner maluca povs: sim)
-- oque foi aria? – ele perguntou e eu apontei para o troféu que estava escrito “James Potter” (foto da capa) ali dizia que ele era apanhador da grifinória
-- quem era ele? – eu perguntei, já que eu não sei quase nada sobre a família do meu pai
-- hum, eu não sei, vem vamos à biblioteca pra ver se achamos alguma coisa da sua família – ele falou e foi me puxando mais eu parei de andar e ele também
-- vamos depois da aula, eu quero ir mesmo à da Minerva – eu falei e ele me olhou com uma cara engraçada e eu ri
-- por que? – ele perguntou e me abraçou de lado
-- você ouviu oque ela disse hoje no seu quarto, ela conhecia meu pai e meus tios e até o meu avô, eu quero sabe quem eles foram, por que até agora eu só sei que eles eram da grifinória e só – ele continuou com uma cara de quem não quer ir pra aula, já sei, eu fui pra perto dele e coloquei meus braços em seu pescoço e fiz ele olhar pra mim – por favor – ele continuou negando – mais você prometeu nunca me deixa – vamos partir para a  chantagem emocional, ele fez bico, e eu mordi o bico dele e ele riu – se você for comigo eu durmo hoje com voe de novo – ele sorriu, ah eu amo esse sorriso (invasão autora diva povs: e quem não ama?) hey quem disse que você é diva? (invasão autora diva povs: meu papagaio) ah, ok vamos continuar antes que ela de a louca de novo
-- tudo bem, mais só por que eu gosto de dormir com você – ele falou e colocou as mãos em minha cintura – mais você sabe que não precisamos dormir né? – ele falou, ou melhor, sussurrou no meu ouvido, ah eu vou ter um orgasmo agora se ele continuar fazendo isso.
-- sim meu príncipe, eu sei muito bem disso – eu falei e ele me deu um selinho e fomos andando para a sala de Transfiguração, e vimos que essa aula seria com a corvinal, VIVA MINHA PRIMEIRA AULA COM A LEIGH-ANNE (1) mais a jesy estava saindo assim que entramos mais, wow tenho a minha doidona de volta, a professora não tinha chegado e eu corri para abraçar ela, enquanto Harry ia sentar e guardar o meu lugar, do lado dele.
-- aria me fala oque eu perdi? – leigh perguntou, e eu falei tudo pra ela, menos a parte da carta do meu pai, mais eu falei o quanto o Harry esta sendo fofo comigo, e falei do zayn e da perrie, e da cena de hoje de manhã com a Taylor, ela me falou que tem um cara na corvinal que era muito lindo e apontou pra ele o nome dele era sean (foto da capa) e meu amigo oque tem na comida dessa escola? Por que porra só tem cara lindo nessa merda (invasão todos os caras lindos e gostosos de hogwarts: obrigado)(invasão Harry gostoso povs: obrigado MINHA princesa, é isso mesmo ela é minha entenderam bando de gays?) sim Harry eles entenderão, e se não entenderam, eu entendi por que você é MEU príncipe, se nenhum cara em hogwarts pode chegar perto de mim, nenhuma garota mais chegar perto de você sacou a parada curly? Temos um acordo?(invasão Harry gostoso povs: entendido, e sim temos um acordo princesa)a professora mcgonagall entrou e nos mandou sentar (foto da capa) eu sentei com Harry na ultima fileira e ela foi até a mesa e ficou na frente dela.
-- boa tarde alunos, como alguns de você já sabem sou a professora minerva mcgonagall, sou a diretora da casa grifinória, e irei ensinar a vocês transfiguração – ela pegou a varinha e apontou para o quadro onde apareceu alguns feitiços de transfigurações - A transfiguração é a arte da transformação através da magia, ou seja, a mudança da natureza da matéria, esse ano vocês irão aprender tópicos da transfiguração de objetos e animais, também os feitiços de conjuração que no máximo fazem aparecer coisas pequenas desparecer – minerva falou e começou a nos dizer feitiços simples de transfigurações – a primeira coisa que faram hoje é transformar um objeto qualquer em um pergaminho branco, e nele escreveram uma redação sobre transfiguração – ótimo só por que eu tava começando a gostar dessa velha ela me manda fazer uma redação, não curti isso – com sua varinha toque o objeto uma vez e diga Transfigurare Papyrum – ela disse fez sacudiu a varinha e conjurou o feitiço e a pequena luneta  que estava em sua mesa virou um pergaminho, e todos ficaram impressionados, ta ai a velha é show(invasão autora diva povs: eu te disse vaca) ta eu sei que você disse, mais deixa eu continuar essa porra aqui – agora vocês façam, para cada três alunos que conseguirem fazer corretamente ganham cindo pontos para sua casa, podem começar – ela falou e todos começaram a tentar fazer o feitiço menos e o harry, eu tava muito ocupada vendo a cara de morte dos alunos que fracassaram e o Harry tava muito ocupado dormindo no meu ombro, owt ele é tão fofo dormindo, oh Merlin ele é tão fofo que da vontade de morder, ai meu Merlin eu to parecendo uma maluca apaixonada (invasão perrie linda povs: e você é oque minha filha?) sou uma bruxa muito diva e que tem um o cara mais gostoso de hogwarts só pra mim, ah é eu sou muito sortuda podem falar eu deixo, mais eita a professora ta vindo pra cá, fudeu negada, ah eu vou ter que acordar o Harry, mais ele ta tão fofinho (invasão louis revoltado povs: acorda esse veado, eu não quero que a grifinória perca pontos só por que o zé mané do Harry é preguiçoso) tudo bem recalcado da bunda grande.
-- Harry – eu o chacoalhei um pouco e nada – Harry acorda – eu tirei a cabeça dele do meu ombro e ela foi parar nas minhas cochas, ótimo ai a minerva ta vindo – Harry acorda – eu empurrei ele que caio no chão e logo levantou e sentou do meu lado de novo
-- oque foi? – ele perguntou com cara de tedio, até assim ele fica lindo.
-- calado, agora toca nessa pena com a sua varinha e conjura Transfigurare Papyrum, e não reclama – ele assentiu e nós fizemos ao mesmo tempo e nossas penas viraram pedaços de pergaminho, bem na hora que a minerva passou em nossa mesa.
-- bom trabalho vocês dois – ela disse e foi olhar as outras pessoas, Harry olhou pra sorrindo.
-- ah valeu aria, se fosse o louis ou o liam com certeza iriam raspar o meu cabelo – há se acham que eu vou deixar alguém raspar esse cabelo, tão muito enganados
-- eu não deixaria rasparem seu cabelo, eu amo pegar nele – ele me deu um beijo de leve nos meus lábios, ele continuou sorrindo mais agora ele só sorria e me olhava como se ele conseguisse ler minha mente.
-- por que esse sorriso? – eu perguntei e ele puxou a minha cadeira a fazendo ficar uns 2 dedos distante da dele e colocou o braço nos meus ombros e colocou minha cabeça em seu peito.
-- sei la princesa, eu só gosto de olhar pra você – ele falou e beijou minha cabeça – e eu amo olhar pro seu sorriso – ele disse e eu quase me derreti, ah esse menino quer me matar
-- bom a turma que teve mais pontos foi a grifinória, com doze pessoas  fazendo corretamente a grifinória ganha vinte pontos para a grifinória e quinze para a corvinal – minerva falou e os alunos da grifinória comemoraram e os da corvinal deram parabéns – bom agora quero a redação – ela falou e todos começaram a escrever
=
A aula de transfigurações tinha terminado agora e eu pedi para o Harry ir indo para o quarto dele que eu ia falar com a minerva sobre a minha família, eu tinha que sabe mais sobre eles, esperei que todos saíssem para eu falar com a minerva, assim que ficamos sozinhas eu fui falar com ela
-- professora mcgonagall, posso falar com você sobre uma coisa? – ela assentiu
-- você conhecia o meu pai? – ela não me pareceu surpresa com a minha pergunta
-- sim aria, eu conheci o seu pai, assim como os seus tios ,seu avô e seus bisavôs.
-- e como eles eram? Por favor, me fale, eu quase não lembro do meu pai e eu nem sabia que tive tios ou avôs.
-- bom vejamos por onde eu começo, seus bisavôs foram mortos pelo pior bruxo que já existiu, e foi o seu avô foi quem o derrotou, o seu pai e seus tios eram pessoas adoráveis, seu pai era apanhador da grifinória assim como seu avô e seu bisavô e... – ela falou muita coisa sobre ele e eu queria ter conhecido os meus tios e meus avós, ela ia falar mais chegou uma coruja e ela trazia uma carta, assim que ela leu a carta ficou preocupada – ah potter eu tenho uma reunião agora com o professor dumblerore, amanha eu lhe falo mais sobre eles, mais agora eu tenho que ir – eu assenti e sai da sala e fui para a sala comunal da grifinória e fui para o quarto do Harry assim que eu cheguei lá vi que ele estava lendo um livro de magia.
-- e então como foi? – ele perguntou e eu sentei do lado dele, e simplesmente desabei em choro, eu odeio chorar na frente de qualquer pessoa, mais eu precisava de um abraço – oh linda oque foi? – contei tudo a ele e ele ficou pasmo com oque eu disse, começando pela parte dos meus bisavôs até a morte do meu pai, mais eu ainda não tive coragem pra contar que ele esta vivo, pelo menos ainda não, eu só vou falar quando eu tiver certeza de que ele está bem – wow, ai pelo amor de Merlin você esta bem? – ele perguntou enquanto me abraçava e nós deitamos.
-- por favor príncipe tira isso da minha cabeça, por favor – ele assentiu e segurou uma de minhas mãos com a dele, (foto da capa) e me beijou, mais foi um beijo diferente, era como se ele estivesse tentando me consolar e tentando me fazer esquecer as coisas ruins, e demos uma beijo de esquimó, eu adorava fazer isso com minha mãe quando eu era pequena, mais em seguida ele voltou a me beijar, mais dessa vez muito rápido e com muita vontade, isso não ia acabar só em beijos dessa vez
-- agora podemos terminar oque começamos hoje de manha? – ele perguntou olhando nos meus olhos, assim que separamos os nossos lábios – eu abri a boca pra falar.

-- Harry ....


sábado, 3 de janeiro de 2015

You are special to me - love witches

Eu estava abraçada com o harry até que que batem na porta e eu levanto pra abrir mais o Harry me segurou e me empurrou pra parede
-- oque foi... – ele me interrompeu tapando a minha boca com a mão e fez um gesto de silencio com o dedo
-- esqueceu que esse é meu quarto? E que se o monitor ou algum professor pegar você aqui vai fuder legal a nos dois e a grifinória? – ele falou sussurrando, hum é verdade eu esqueci oh merda
-- porra eu esqueci mais oque agente faz? – eu sussurrei pra ele
-- ah entra no meu banheiro – ele me empurrou para o banheiro, mais antes de fechar a porta ele entrou com o logan e com a mochila que eu tinha deixado no quarto ontem – não faça barulho ok? – eu assenti e ele me deu um selinho e saiu do banheiro, eu me abaixei e comecei a ver tudo pelo buraco da fechadura, e vi que assim que ele abriu a porta que era a mcgonagall
-- professora mcgonagall oque faz aqui? – Harry perguntou, e ela pegou duas cartas de suas vestes e deu a ele
-- estou entregando os convites para o baile de boas vindas a os novos alunos, mais quando fui entregar a grifinória, na aula de poções não encotrei vocês dois, você sabe onde ela está? E por que vocês não estão na aula?
-- ah não eu não sei onde ela está, nos dois estávamos na sala comunal, mais eu vim por comida pra minha gata e quando voltei ela não estava mais lá – ele falou e parecia nervoso
-- mais por que não foram pra aula?
-- por que, quando voltamos do café da manha a aria viu uma reportagem de nós dois no semanário das bruxas, e tinha uma coisa sobre o pai dela, dizendo que ela é a única herdeira da família Potter viva, e ela ficou muito triste e eu não queria deixar ela sozinha – ele disse e eu quase voltei a chorar, mais eu não aguento mais chorar, argh quando eu vou ter meu pai de volta?
-- hum tudo bem, ham eu me lembro de conhecer alvo sirius e lilian, já que eu já era diretora da grifinória eu conheci o avô dela, o nome dele também era Harry, todos eram pessoas maravilhosas e eram uma família muito unida – ela falou, e assim que eu ouvi o nome do meu pai, eu chorei feito um bebe de novo, ai é serio eu quero meu pai, tipo agora, ih pera ai que a velha vai falar, (invasão autora povs: aria, ela é a velha mais foda do mundo magico sacou a parada?), ta entendi – me diga senhor Styles você se importa muito com ela não é? – ih, agora eu quero ouvir
-- sim, eu me importo muito com ela, hum ela é minha princesa – owwt mwu deus que me menino fofo (invasão perrie povs: owwt que lindo, ela ta apaixonada), cala a boca perrie, eu não to apaixonada, pelo menos não ainda, mais o príncipe é meu e quem chegar perto dele morre entenderam? (invasão alunas de hogwarts: sim) então pronto
-- bom, já entreguei as cartas, entregue a dela assim que a vir, e diga a ela que ela pode levar o tempo que precisar para ir para as aulas, ela é uma boa menina, e que todos sentem a falta dos Potters – ela disse e saiu do quarto e eu sai do banheiro assim que ouvi a porta bater, e Harry viu que eu estava chorando
-- oh princesa vem aqui – ele me chamou e me abraçou e me deu um beijo na testa, isso é tudo que eu preciso, de um abraço do meu príncipe – você vai a aula hoje? – ah é eu tenho que estudar ainda
-- sim, mais pode ser depois do almoço? – ele assentiu – eu só quero ficar aqui com você agora – ele sorriu e me deu um beijo, e me pegou no colo estilo lua-de-mel, e me deitou na cama e fiou sentado do meu lado, e pegou as minhas mãos – eu me sinto uma boba
-- por que princesa? – ele perguntou enquanto se deitava do meu lado e me puxou para deitar em seu braço direito, já que eu estava deitada do lado direito da cama e ele no esquerdo
-- por que sempre que eu ouço o nome do meu pai eu caio no choro, mais eu não quero que isso seja assim pra sempre – ele me deu um beijo na testa
-- minha princesa isso é normal você era muito apegada ao seu pai, eu também fiquei assim por um tempo quando a minha vó morreu, eu fiquei assim por uns oito anos, eu tinha sete anos quando ela morreu
-- e quantos anos você tem? – na verdade é meio estranho, sebe eu não saber disso ainda
-- tenho dezesseis, meu aniversario é em primeiro de fevereiro – hum agora já sei o aniversário dele, só falta, umas quatro coisas pra eu saber dele, e poder dizer oque eu sinto por ele – e você princesa?
-- também tenho dezesseis, e meu aniversario é dezessete de fevereiro – ele sorriu
-- sou mais velho que você – ele riu quando falou isso
-- sim é mesmo, argh por que eu sempre fico com caras mais velhos que eu? Que raiva – ele começou a rir do meu bico
-- sabia que eu gosto de garotas mais novas que eu?
-- por que?
-- por que assim eu posso mimar muito ela, a chamar de pequena e dizer o quanto ela significa pra mim – ele ta falando de mim? Ou eu to sonhando? – sabe que eu to falando de você não é? – oh meu Merlin
-- e o quanto eu significo pra você? – ah se ele falar merda ele morre
-- muito mais do que qualquer mulher da minha vida – owwwt eu quero morder dele por causa de tanta fofura – depois da minha mãe e da minha irmã claro
-- tudo bem, eu divido você com a minha sogra e minha cunhada – PELO AMOR DE MERLIN ME DIZ QUE EU NÃO FALEI ISSO (invasão jade povs: sim aria você disse rsrsrs) ele riu de novo, tenho cara de palhaça – ta rindo de que palhaço
-- que faz menos de vinte e quatro horas que eu disse que queria você só pra mim, e você já trata minha mãe e minha irmã como sogra e cunhada, isso me deixa feliz, saber que uma das três mulheres mais importantes da minha vida já trata as outras duas assim
-- se for assim, você pode chamar a minha mãe de sogra – ele sorriu e me beijou
-- vem princesa, descansa um pouco – e eu deitei em seu peito, aproveitando os carinhos que ele me dava nas costas e nos braços e essa foi a ultima coisa que eu me lembro de sentir antes de cair no sono (foto da capa)
=
-- hey princesa, acorda – acordei com o Harry beijando meu rosto e sussurrando no meu ouvido, eu abri os olhos e ele sorriu – bom dia minha princesa
-- bom dia meu príncipe – eu dei um beijo na bochecha dele – que horas são?
-- quase uma hora – ele disse e eu arregalei os olhos
-- mais já? Ai Merlin que merda – eu falei levantando e tirando ele de cima de mim – ai merda, Harry me espera aqui eu vou no meu quarto me trocar – eu ia para a porta mais ele me segurou
-- por que essa afobação?
-- por que eu to com fome, e daqui a pouco é o almoço – eu falei, ele riu e eu fui para o meu quarto, assim que cheguei lá eu tirei minha roupa toda e coloquei a minha roupa, foi o vestido vermelho que eu disse que ia usar mais eu tirei a parte de cima e coloquei um cropped preto rendado(1) e voltei para o quarto do Harry, assim que cheguei lá ele já estava de uniforme, o uniforme de hogwarts, sem a capa e com as mangas dobradas nos cotovelos

-- vamos almoçar aria? ou perdeu a fome? – eu ri e andei até ele e dei um selinho nele
-- vamos logo, ou eu devoro você – ele riu com malicia, oh mente poluída (invasão Harry povs: se eu sou mente poluída você é oque princesa?) eu sou uma santa (invasão Harry povs: há acredito demais nisso), tudo bem idiota
-- eu não me importo não, pode me devorar, mais você sabe que eu que tenho que comer você né? – ele falou, enquanto me prensava contra a parede, eu ri pelo nariz e ele me beijou, e tirou o meu cardigan, e me pegou no colo (foto da capa) e ficou me beijando assim por um tempo, até que bateram na porta, oh Merlin, serio que vão interromper agente toda vez que ele me beijar? Separei-me dele com muito esforço, já que ele não queria soltar a minha cabeça, mais ainda em seu colo e dei um selinho nele, ele estava com uma cara nada boa
-- por que sempre nos atrapalham? – ele perguntou e fez bico, e eu mordi esse bico e ele riu, mais ainda estava emburrado
-- vou me esconder no banheiro – eu sai de seu colo, mais ele agarrou minha cintura – você quer detenção? Ou perder pontos pra grifinória? – ele negou e me deu um selinho, e eu fui em direção a porta do banheiro
-- Harry você está ai – disse a pessoa do lado de fora, a pessoa era a Taylor, reconheceria essa voz em qualquer lugar, Harry virou pra mim com uma cara de quem queria aprontar – Harry eu sei que você esta ai, abri ou eu entro ai
-- ainda quer se esconder? – ele perguntou e eu neguei e pulei no seu colo de novo e ele riu enquanto me segurava e me deu um beijo no pescoço e passou a me beijar de novo, ele foi pra parede de novo e fez um barulho tão auto, sabe as minhas costas contra a parede, é ele não ta nem ai se quebrou minha coluna ou não, mais o barulho foi tão auto que a Taylor se assustou
-- Harry você ta bem amor? – ah ela não disse isso – abre vai – há se você acha que eu vou o deixar abrir ta muito enganada, eu ainda no colo dele me afastei de seus lábios, tirei primeiro o casaco da grifinória e depois a camisa social dele, oh esse tanquinho mata qualquer garota no mundo, ele sorriu com malicia
-- isso tudo por que a Taylor ta aqui? – ele perguntou enquanto subia a minha saia mais ela descia de novo – argh essa saia só ta me irritando – ele falou e abaixou ela, é foi uma boa ideia transformar esse vestido em saia – ah agora sim – eu ri e sai de seu colo ficando na sua frente mais ele segurou uma das minhas pernas e colocou a mão na minha bunda e a apertou, enquanto eu passava a mão de seu ombro para seu tanquinho (2), ah por que nenhum cara com quem eu transei faz isso? Serio só apertão meu seios, argh eu ele é muito gostoso, EU QUERO ESSE CARA AGORA
Eu ficava tentando subir mais em seu corpo, mais só deu um resultado, nós caímos no chão, mais a minha sorte é que ele estava em baixo, rssrs assim que caímos ele grunhiu e eu ri, mais o barulho foi maior dessa vez
-- ah Harry to nem ai vou entrar – Taylor falou e abriu a porta na mesma hora em que Harry sentou comigo no colo dele, fingimos não ouvir nada, mais eu sei que ela estava olhando agente com cara de paisagem ou com uma cara de quem quer me matar, Harry estava virado pra ele e eu de costas pra ela, eu estava com uma vontade de ser dele agora, parece que ele pensou a mesma coisa por que ele abriu o zíper do meu cropped, me deixando só de lingerie preta de renda
-- hum, princesa – ele me chamou enquanto beijava meu pescoço
-- o..o..oque? – eu perguntei com dificuldade, argh se beijar meu pescoço eu desmonto na boa quem dizer que não gosta de beijos no pescoço esta mentindo
-- eu não te chamei, só grunhi – ah rsrsrs, eu ri um pouco com isso, mais voltamos a nos beijar, eu nem sabia se a Taylor estava lá ainda, OPA ele esta com as mão no fecho do meu sutiã
-- hey parem com isso AGORA – Taylor falou, ah essa praga ainda ta ai, ela falou e nós nos levantamos com cara de surpresos, rssrsrs
-- o..oque faz aqui? – Harry perguntou, enquanto me dava a camisa social dele para vestir, eu sabia que ele queria rir
-- eu vim ver você, e sabe lembrar os velhos tempos – ela disse com uma cara maliciosa, ham e depois alguém defende ela por que chamar de vadia e isso é ser oque? Eu fui pra traz do Harry o abraçando por traz, e ele sorriu e colocou os braços em cima dos meus, e a Taylor ficou com uma cara que era impagável, Taylor começou a tagarelar, e o Harry só assentia
-- tira ela daqui – eu sussurrei no ouvido dele, e ele sorriu
-- pode deixar – ele virou pra mim e beijou meus lábios, mais foi só um toque, e depois virou para a Taylor – ham Taylor nós temos que nos vestir para o almoço – ele falou enquanto me abraçava, e ela assentiu e me fuzilou com os olhos, oh querida só lamento eu ter quase feito sexo com seu ex namorado, mais ele gosta de mim agora
-- tudo bem, agente se vê no grande salão – ela saiu batendo o salto no chão, oh vai com calma esses sapatos são meus, assim que ela saiu nos dois rimos feito dois condenados
-- a cara dela foi hilária – eu disse rindo, Harry assentiu e foi até a porta e a trancou, e foi até sua cômoda
-- verdade, mais vem aqui – ele me chamou, ele estava escorado em sua cômoda, com os braços cruzados, oh Merlin essa cena é digna de uma foto, eu fui até ele, e ele me abraçou, e me pegou no colo me colocando em cima da cômoda – você fica muito sexy com a minha camisa – ele falou e me beijou enquanto puxava as minhas pernas e me segurou pelas costas (3) – linda – ele ficava beijando meu pescoço e intercalava entre beijos e mordidas, ah eu quero esse homem AGORA, se ele quer ficar comigo de um jeito diferente tem que parar de provocar a minha pessoa, quer dizer isso é demais pra qualquer pessoa aguentar – eu quero você – ele disse, ah meu príncipe eu também quero
-- e o lance de que comigo ia ser diferente? – eu perguntei enquanto apertava seus ombros, e ele ia desabotoando a camisa dele que eu estava vestindo
-- mais com você é diferente, com todas as meninas eu só transava por não ter mais oque fazer ou por que elas começavam a provocar – ela falou enquanto descia os beijos para meus seios ainda cobertos pelo sutiã – mais você, eu sinto um desejo que eu nem sei explicar – ah ainda bem que não sou só eu que sinto isso – e mesmo que agente transe agora, você ainda vai ser só minha, a minha princesa
Ah meu amigo agora que ele deu carta branca, EU SÓ SAIO DESSE QURTO DEPOIS DE TER NO MINIMO DOIS ORGASMOS
-- então anda logo, eu ainda quero almoçar – ele riu e voltou a beijar meus lábios, levei minhas mão até sua calça e a tirei, ele chutou a calça pra sei la onde e WOW NENHUM HOMEM DEVERIA USAR CUECA BOXER BRANCA, isso devia ser um crime, MENTIRA, é bom demais pra ser um crime
-- Harry e aria saiam já desse quarto ou eu arrombo a porta – disse “berrou” o futuro defunto chamado louis ou boo bear
-- na boa, se o louis não fosse meu melhor amigo eu o matava – disse Harry, ele me tirou de cima da cômoda – esse veado ta morto, pode escrever oque eu digo – Harry disse enquanto fazia bico, e eu mordi o bico dele
-- HARRY STYLES ABRA ESTA MERDA AGORA – disse o escandaloso louis
-- não, me deixa terminar aqui oh boo bear – Harry disse, e voltou a me beijar
-- tudo bem, foi você que pediu – louis fez silencio e eu e Harry continuamos a nos beijar – Alohomora – e a porta que estava trancada foi aberta e eu levei um susto e fui me esconder atrás do Harry, oque? Eu estou só de lingirie, louis olhou pra mim e sorriu malicioso, agora entendi o por que do Harry e do louis serem tão amigos, OS DOIS TEM A MENTE POLUIDA, e são uns tarados
-- ah seu veado sai daqui – eu gritei e corri pra cama do Harry e pegando a coberta dele e me enrolando nela
-- hum, tudo bem só vim aqui atrapalhar vocês e dizer que esta na hora do almoço – ele disse e saio do quarto do Harry, e eu olhei para Harry com uma cara que eu te dizer, era capaz de matar alguém a qualquer minuto
-- eu vou matar aquele idiota com a bunda grande – eu disse indo em direção a porta, mais Harry me segurou, e me puxou me fazendo ficar de costas pra ele e bater minhas costas com seu tronco, hum que corpo é esse?
-- hum que tal assim – ele me virou de frente pra ele e tirou o cobertor que eu estava enrolada, e grudou meu corpo no dele – agente almoça, vai pra aula de Herbologia e depois a de Transfiguração e matamos o resto das aulas e voltamos pra cá e terminamos isso – ele perguntou, mais ele falou tudo tão lentamente e roucamente que faria qualquer mulher ter uma convulsão – e ai pode ser assim? – ele perguntou no meu ouvido e eu assenti
-- ok, onde você jogou minhas roupas? – ele riu e apontou para o chão, a o lado da cômoda dele, fui até la e me vesti, e eu fiz isso olhando para ele, e ele também se vestiu enquanto olhava pra mim, mais eu fazia tudo bem lentamente e vi que ele estava mordendo os lábios, fui até ele – não morda os lábios
-- por quê? – ele perguntou enquanto me segurava pela cintura
-- por que eu que faço isso – eu disse e mordi o lábio inferior dele
-- tira esse casaco – ele disse enquanto tirava ele do meu corpo
-- por que?
-- você fica melhor sem ele – ele disse enquanto beijava meus ombros
-- e se eu sentir frio
-- eu te esquento – eu ri
-- vem eu quero comer – eu falei enquanto puxava ele pra fora do quarto, e fechando a porta para os gatos não saíssem, e fomos andando ele estava me abraçando pelos ombros e eu o abraçava pela cintura e fomos conversando e rindo, hora ou outra ele beijava minha cabeça, quem olhava pensava que éramos um casal lindo e apaixonado (invasão autora povs: e vocês são oque?) um casal que esta começando a se conhecer, assim que chegamos no grande salão fomos para a mesa da grifinória e sentamos perto do louis e do liam, nem sinal da perrie e do zayn ou da jade e do niall
-- ei ai meninos – eu falei assim que sentei com o Harry na mesa, e ficamos de frente para a mesa da sonserina, vi a Taylor me fuzilando com os olhos – hey olha quem esta olhando pra nós dois – eu apontei com a cabeça para a Taylor e ele olhou e riu
-- ela ta com ciúmes – ele disse e voltou a colocar o braço em meus ombros
-- e por que ela com ciúmes? – eu perguntei e olhei pra ele
-- por que ela viu que eu não sou mais dela – ele me deu um selinho – e que agora eu sou todo seu – eu sorri com isso e beijei-o, mais o beijei com vontade, e coloquei a minha mão nos cachinhos dele (invasão autora povs: amo esses cachinhos) e quem não ama?
-- ou, vão se separando ai, não preciso ver isso – disse o bundão do louis – hey olha ali o casal zerrie – ele disse e eu olhei o zayn e a perrie (4) vindo se sentar com agente, eles estavam de mãos dadas e ela sorria enquanto segurava uma corrente e olhava pra mesma (invasão autora povs: o colar esta no link da roupa dela) e ele estava sorrindo e olhando a perrie, owt eles são tão fofos juntos, mais logo atrás deles vinha a Britney, bem que eu notei que nem ela e nem a Caroline estavam com a Taylor, ela vinha andando como se fosse matar alguém e ela se meteu entre o zayn e a perrie, e ela batem mais forte no ombro da perrie e ela ia cair mais o zayn a segurou pelo braço e a puxou a segurando pela cintura, há a Britney só ta ajudando eles dois rsrsrs, depois de ele ver se estava tudo bem com ela, eles sentaram com agente e eu me separei do Harry e chamei a perrie pra conversar, saímos do salão e sentamos no chão ao lado da porta
-- vai fala, por que ta com esse sorriso no rosto – eu perguntei bem direta.
-- ah, depois da aula de poções, ele me levou até a torre de astronomia, e... – ela ta fazendo suspense de novo
-- fala logo ornitorrinca – ela fez careta com o apelido, mais depois sorriu
-- ele me pediu em namoro – ela disse e eu dei um grito junto com ela, e a abracei – serio eu nunca fiquei tão feliz na minha vida
-- e como foi? Oque ele disse? – eu tava tão feliz por ela
--assim que agente chegou na torre, agente sentou e ficamos conversando, nos beijado e ele pegou uma caixinha e me deu assim que eu abri eu vi um papel e era a letra de uma musica, ele disse que se chamava everything about you, e disse que escreveu pra mim, e cantou ela pra mim, e me pediu, ah aria eu congelei, eu não conseguia falar, ai eu beijei ele, eu juro que nunca mais tiro esse colar – ela disse enquanto segurava o pingente de coração,que fofo – hey você sabe do baile né? – eita eu tinha esquecido
-- sim, onde vamos comprar os vestidos?
-- hum podemos pedir para a mcgonagall para irmos a Londres – ela disse e ouvimos, o sino do almoço e voltamos para o salão e eu sentei de novo do lado do Harry e a perrie com o zayn, ele pegou a mão dela em cima da mesa e o Harry voltou a colocar o braço no meu ombro
-- hey, eu to tendo maluca ou a jade e a Caroline estão rindo juntas? – perrie disse e eu olhei e lá estavam elas (5) elas estavam de braços dados e riam sobre alguma coisa, mais a Caroline foi para a mesa da sonserina e a jade veio pra nossa mesa, ela sentou a o lado do liam
-- desde quando vocês estão amigas? – eu perguntei e ela olhou pra mim e suspirou
-- desde de que eu descobri que ela realmente gosta do niall – ela disse – e cade ele?
-- ah ele foi para a cozinha atrás de chocolate – disse liam
-- mais isso ta confuso, você também gosta dele – perrie disse
-- mais não como ela, eu acordei de noite e não achei ela, e fui a sala comunal e vi ela e o niall, ele falava coisas tão lindas pra ela, e eu vi que ele também gosta dela, se ele gosta dela oque eu posso fazer, quando ela voltou pro quarto ela falou que eles estão juntos ah uns três meses, e só não falam por que a família dela quer que ela se case com um búlgaro, de uma outra escola na Bulgária, então ela vai tentar fazer os pais desistirem dessa ideia maluca, por isso também ela é amiga da Taylor, os pais dela trabalham para os da Taylor e os pais da Taylor querem que elas fiquem amigas, mais ela disse que a Taylor é horrível, ela até ficou com o niall mesmo sabendo que a Caroline gostava dele, e ela fica ameaçando contar para os pais dela que ela ta com o niall – ela falou, wow muita informação pra pouco tempo
-- então a vadia da Caroline não é vadia, e só contundia amiga da Taylor pelo niall?
-- é isso mesmo
-- que se inicie o banquete – disse dumbledore e a comida apareceu
=

Depois do almoço fomos para a aula de Herbologia com a professora Pomona Sprout e foi uma aula estranha, agente replantou mandrágoras e essas coisas gritam muito, cruzes, eu estava indo para a aula de Transfiguração com o Harry quando... 



sexta-feira, 28 de novembro de 2014

You and me - Forever - love witches

Ai por que a perrie fica fazendo suspense? Oh ódio dessa maldita ornitorrinca
-- fala perrie, sabe que pode falar qualquer coisa pra mim – falei pra ela, e ela assentiu e pelo que pareceu ela relaxou um pouco
-- ah aria, foi perfeito ele é perfeito, foi tudo maravilhoso – ela falou sorrindo feito uma boba apaixonada, ah pera ela é isso – ele foi tão carinhoso – ainda bem ou eu tinha arrancado as bolas dele.
-- huuum então rolou sexo selvagem rsrssrs – ela corou, argh até a perrie saiu da seca – ah perrie você sabe quando vão terminar de concertar a casa da sonserina? Eu quero as vadias fora do meu quarto
-- mais você sabe que se elas saírem você não dorme mais com o Harry
 -- arhg eu não tinha pensado nisso
-- por falar em Harry, como foi ontem a noite – ela perguntou fazendo uma cara maliciosa, oh vaca só por que você teve uma noite incrível, não precisa jogar na cara que eu não tive uma
-- ah, perrie não aconteceu nada de mais – ela fez uma cara de quem não acreditava – bom nada de mais, a não ser ele falar que queria que as coisas comigo fossem diferentes, e agente só dormiu mais ele disse que eu faço ele feliz – tudo bem agora eu é que estava com cara de boba apaixonada, mais eu não estou apaixonada, pelo menos ainda não
-- uau meu Merlin, tem certeza que é o Harry? – ela perguntou e eu assenti – então minha amiga, agarra ele e não solte mais entendeu?
-- é isso oque eu pretendo fazer – eu disse e rimos, ai voltamos para perto dos meninos, e ela sentou ao lado do zayn e eu ao lado do Harry, o zayn colocou o braço nos ombros da perrie e beijou o a testa dela, owt que fofo, o Harry também colocou o braço nos meus ombros mais não beijou minha testa mais beijou meus lábios, sabe às vezes eu não entendo o jeito que falam dele, tipo como se ele só pensasse em sexo, mais comigo ele é tão carinhoso e depois do que ele me disse ontem a noite, eu só consigo ver ele doce e carinhoso pelo menos comigo
-- por que você esta sorrindo assim princesa – ah, eu vou morrer se ele ficar sussurrando no meu ouvido com essa voz, e que droga, por que eu to sorrindo feito uma boba apaixonada? (invasão autora povs: que que eu fale mesmo?), não, eu não quero ouvir isso, pelo menos ainda não
-- hum por nada – eu falei, argh eu devo ta vermelha
-- então por que você ta corada? – não disse
-- tenho mesmo que falar? – ele assentiu – você
-- Oque tem eu? – oh menino lento
-- é por que eu tava pensando no que você me disse ontem – ele sorriu e me beijou
-- fico feliz em saber que eu sou o motivo desse sorriso tão lindo – ele disse se vangloriando, e ele estava com um sorriso convencido
-- hey não fique se achando não entendeu? Não gosto de caras que são exibidos
-- aria eu não sou exibido, mais é realmente bom saber que eu sou o motivo do do seu sorriso, por que assim eu não fico sem graça de fala que você também é o motivo do meu – MERLIN, EU VOU MORRER AGORA MESMO, PELO AMOR DE MERLIN, owwwwt  meu príncipe é tão mais tão fofo que chega a parecer gay, mais eu garanto que ele não é gay nunca no universo
-- hum, agora quem ta sem graça sou eu
-- sim, você ta vermelha – ele colocou a mão direita na minha bochecha e a acariciou e me puxou mais pra ele com o braço esquerdo – mais continua linha princesa
Ficamos conversando com o casal zerrie, sim eu dei um nome para eles, e pra se vingar a perrie deu um nome pra mim e pro Harry adivinha qual é? Se você disse haria você acertou na mosca, mais pra quem errou, sinto muito, voltamos para a sala comunal da grifinoria e lá encontramos as três vadias que estavam e já estavam de uniforme (1) lendo semanário das bruxas, e na capa estávamos eu e Harry, OPA PERA AI
-- Taylor me empresta essa revista – eu pergunto já tirando a revista de suas mãos, e sim era eu mesma na capa – por que nós estamos na capa disso, e como conseguiram essa foto nossa? – (foto da capa) e foi tirada no dia em que chegamos a hogwarts, quando estávamos na estação, foi até quando a Britney e a perrie brigaram, rsrsrs, eu ainda riu com aquela cena
-- oque deixa eu ver – disse Harry vindo para o meu lado e vendo a revista – encontramos Harry styles e aria potter na estação kings cross, o novo casal foi visto assim que desceram do expresso hogwarts, mais será que eles estão juntos ou é apenas uma amizade colorida? – ele falou e olhou pra mim – ah aria aqui diz uma coisa do seu pai – ele falou e me mostrou onde estava
-- depois da morte de alvo, sirius e lilian, aria foi a ultima herdeira da família potter – eu li e Harry me abraçou – ótimo a única coisa que eu sei da meu pai é que ele tinha dois irmãos e que eles estão mortos – eu falei chorando, por mais que eu saiba que meu pai está vivo, eu preciso que eles pensem que ele está morto
-- oh aria vem cá – ele me abraçou e deu um beijo na minha testa – vem vamos sair daqui, perrie você fala para o professor que agente vai se atrasar? – ela assentiu e me levou para seu quarto, assim que entramos, ele me sentou na cama dele e se sentou do meu lado me abraçando e ficamos assim por minutos, mais pareceram horas, ele me deitou e se deitou do meu lado, eu não sei por que, mais quando eu estou com ele, parece que essa dor de não ter meu pai comigo ameniza, ela não desaparece mais ela fica mais fraca, eu não quero perder ele também, eu já perdi o meu pai, não do jeito que eu pensei ter perdido, mais o perdi mesmo assim e eu sei que faz MUITO pouco tempo que eu conheci o Harry, mais eu já me sinto tão próxima a ele.
-- me promete que não vai me deixa, nunca – eu pedi pra ele quase que implorando.
-- por que isso aria? – ele perguntou assustado
-- só me promete – ele sorriu e me beijou, me deitei e ele voltou a deitar ao meu lado
-- eu prometo princesa, eu nunca vou te deixa, vou ficar com você para todo o sempre – ele me deitou de lado, enquanto me abraçava, e fazia carinhos com o nariz em meu pescoço (foto da capa), isso era tão bom, sabe só de saber que ele esta comigo assim eu já me sinto melhor – você e eu...
-- pra sempre?
-- pra sempre

=
Depois do meu surto de falta de carinho, eu e o Harry dormimos, e eu tive um sonho muito estranho, quer dizer não era um sonho e sim uma lembrança, mais também um sonho, de quando eu tinha treze anos e fui para o brasil, para o velório do meu avô foi mais o menos assim
Flashback on
Acabei de sair do cemitério, depois do enterro do meu avô, com a minha mae e com a minha avó, elas estavam péssimas eu tentava ser forte, pela minha mae sabe? Ela inda sofre pela morte do meu pai e eu não quero, eu não quero ela se sinta assim pra sempre, bom assim que chegamos em casa eu encontro minha melhor amiga daqui do brasil, Eloíza, ela sempre ficou do meu lado quando eu precisei, e quando eu vinha para o brasil, eu amo muito essa maluca
-- oi aria e ai como foi lá?
-- deprimente Elo – eu disse ela me abraçou e eu chorei, muito na verdade, já que minha mae tinha saído, mais eu ficava querendo parar o tempo inteiro
-- você sabe que não precisa ser forte o tempo inteiro, principalmente comigo – flashback off
Sonho on
eu assenti e chorei como tinha chorado em toda a minha vida
 mais a minha amiga não estava mais me abraçando era o meu pai   
-- me salve aria – ele falava, e ia se afastando de mim
-- não pai, por favor não vai de novo – eu corria atrás dele e ele ia sendo puxado e eu ia correndo ou tentava ir em direção a ele mais quando eu ia chegar perto dele, um homem com cara de cobra entrou na minha frente
Sonho off
E eu acordei ofegante, fiquei tão nervosa que eu acordei o Harry com meu pulo.
-- hey ta tudo bem? – ele perguntou me abraçando
-- sim foi só um pesadelo – eu falei e me agarrei nele com toda a minha força – eu sinto falta dele Harry – ele beijou minha cabeça – fica pior a cada dia, eu só quero meu pai de volta – eu já estava chorando feito um bebe de novo
-- aria, se eu pudesse eu faria ele voltar, mais você sabe que eu não posso – eu só chorei mais ainda – h princesa oque eu posso fazer pra tirar essas lagrimas e colocar um sorriso no eu rosto?

-- só me abraça ok? – e ficamos assim até...